Descrição do Artista

Laila Wazen

A soprano Laila Wazen é natural do Rio de Janeiro. Graduou-se em música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), período que foi solista do grupo Calíope, sob regência de Julio Moretzsohn. Atualmente cursa o mestrado profissional em Práticas Musicais também na Unirio, sob orientação de Carol McDavit. É uma das fundadoras da Cia Versátil de Música, com a qual participou de diversos concertos como solista.

Na Holanda foi bolsista no Conservatorium Maastricht, sob tutoria de Mya Besselink. No país, participou do Festival de Música Contemporânea Otto Ketting; foi solista convidada pelo Coral de Limburgo, o Mastreechter Staar, e solista junto a Orquestra da Cidade de Doetingen. Integrou também a Cia de Ópera Zuid.

Wazen foi finalista do concurso Aldo Badin, em Florianópolis, e da primeira edição da Academia de Ópera Bidu Sayão, em 2016, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Seu trabalho é marcado pela facilidade de adaptação vocal em ópera, música orquestral e de câmara, e outros gêneros musicais. Ao longo de sua carreira foi regida por grandes nomes como Isaac Karabtchevisky, Alexander Geluk, Henk Gittar, Tobias Vollkmann, Paul Vonken, Silvio Viegas, Diane Loomer, entre outros, no Brasil, Holanda, Bélgica, Alemanha, França e Canadá.

A soprano estreou duas óperas brasileiras contemporâneas: “O Pagador de Promessas”, de Eduardo Escalante e “O Pescador e Sua Alma”, de Marcos Lucas, recebendo elogios dos críticos por seu canto em português. Outras óperas das quais fez parte são: “Il Barbieri di Siviglia”, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro; “Il re Pastore”, de Mozart sob regência de Henrique Morelembaum e direção artística de Fernando Bicudo.

Wazen também já apresentou repertório sacro e estreou canções de diversos compositores vivos, como: Alexandre Schubert, Marcos Lucas, Caio Senna, Neder Nassaro e Ernesto Hartmann, Participou também de duas edições da Bienal Brasileira de Música Contemporânea, realizadas no Rio de Janeiro, na Sala Cecília Meirelles.

SITE | YOUTUBE

PROGRAMA

M. Ravel

5 Canções Gregas

C. Debussy

4 Chansons de Jeunesse

R. Strauss

4 canções selecionadas do Opus 10

G. Puccini

Si, mi chiamano Mimi, da ópera “La Bohème”

G. Verdi

Pace, Pace, mio Dio, da ópera La forza del destino

R. Wagner

Liebestod, da ópera “Tristão e Isolda”

E. Korngold

Canção de Marietta, da ópera Die Tote Stadt